Diário de Bordo

domingo, março 09, 2008


Quinta-feira

0
Naquela quinta-feira, em que não quiseram me acordar, eu sabia tudo o que estava acontecendo . Você estava partindo, não sei se com a consciência do dever cumprido, mas certa do descanso e da paz, a qual você mais do que ninguém merecia.
Naquela quinta-feira, minha vida iniciava mais uma vez, como alguns preferem afirmar um ciclo se fechou. Os meus impulsos, minhas lágrimas, meu choro, minha dor, nada, absolutamente nada puderam te trazer de volta. E eu tive que reaprender a viver a partir de então.
Naquela quinta-feira, o céu era cinza, nada tinha cor, e eu tentava me convencer de que foi melhor assim.
Todos os dias eu lembro da quinta-feira, do ciclo fechado, da dor, mas isso nunca fez com que você voltasse. Eu queria que você voltasse! Porque você merecia voltar, existem pessoas... que não.

Te amo pra sempre, Mãe.