Diário de Bordo

quarta-feira, agosto 18, 2010


Adeus, graduação!

3
Nunca fui de contar os dias, tão pouco gosto de ter uma vida cronometrada... Costumo ser irregular em tudo o que faço. Talvez isso se deva ao fato de eu enjoar facilmente de determinadas rotinas... Espero que eu nunca enjoe de tomar banho (brinks)... Mas no geral, quando algo tende à rotina eu largo mão.

E foi exatamente isso que me faz parar o curso durante um ano. Já não tinha mais vontade de ir à faculdade. Acabei deixando o trabalho se tornar a peça primordial de minha vida. 2008 não foi um ano fácil pra mim, perdi muito, eu literalmente me joguei em abismso bem difíceis de sair, e apesar de ter conseguido fazer o que eu queria, me sentia vazia.
Liberdade excessiva tem suas consequências e eu não era acostumada a lidar com isso. A consequência mais grave foi exatamente eu não poder mais concluir a graduação junto a minha melhor amiga de facult e toda minha turma.

Em 2009, foi triste o dia da colação de grau deles, eu assisti a tudo, mas foi duro ouvir de alguns professores a pergunta sobre o que eu estava fazendo sentada na mesa dos convidados e não junto aos meus amigos festejando a tão sonhada conclusão de curso...
Mas eu precisava estar moldada e ser madura como sou hoje... Precisava criar uma rotina, me habituar a fazer as coisas por mim e não esperar que outra pessoa faça. Achar que o mundo tem que girar em torno de mim, me fez perder grandes pessoas e muito mais... me fez perder chances de crescimento profissional.

Gostaria de ter estudado mais, crescido mais dentro do curso. Gostaria de ter enxergado um palmo à frente do meu nariz e visto o quanto eu perderia trocando o certo por coisas banais. Mas não posso mudar... posso apenas dizer que aprendi.
A realidade é dura quando o "apoio" que se tem vem de pessoas que muitas vezes não querem seu bem. Constatei isso durante esses últimos dias na Ufam. Não é fácil chegar em uma turma já consolidada, com grupinhos fechados e inacessíveis. Muito pior é sentir-se isolado do mundo.

Mas eu consegui chegar lá... pisando firme no chão, e gritando contra minha vontade de desistir de tudo quando os problemas e adversidades surgiam.Hoje, posso dizer que essa vitória deve-se a Deus em primeiro lugar, pela vida que me deu, pelas bençãos, pelas pessoas que Ele colocou em meu caminho, e deve-se também àquela vontade bem no fundo de mim que dizia, vai em frente porque você é uma vencedora.
Sei que lágrimas não vão faltar ao lembrar das dificuldades enfrentadas - a perda da minha mãe, a falta de jeito ao ter de enfrentar um mundo que eu não estava preparada aos 18 anos, a perda de um grande amor, a má administração das finanças, a inocência diante de pessoas ruins de verdade - Mas hoje as lágrimas são de felicidade, porque eu consegui! Eu consegui! Eu consegui!

E não quero parar por aqui, agora que já descobri o jeito de caminhar, quero seguir em frente e continuar buscando o meu lugar nesse mundo.

Bom, aqui vão algumas fotos da turma de Dinâmica em Grupo - minha última disciplina na Ufam:

Professora Zenilde e Eu
Eu e colegas de turma


Eu e minha equipe de trabalhos - Luciano, Denise, Sâmmya, Gleyce e Jean





3 curtiram:

Elane Barbosa disse...

Olá minha querida, fico feliz por voce ter vencido mais uma etapa da vida, saiba que uma nova já começou e é bom continuar com os pés no chão, cabeça erguida e olhos bem abertos viu! E como diz o irmão Teixeira e de antenas ligadas...
Um beijo e sucesso, que Deus te abençoe! Te amo também!

Anônimo disse...

Adorei parabéns xará que seu blog faça um sucesso beijos no ♥

J. Aguiar disse...

Adorei parabéns xará que seu blog faça um sucesso beijos no ♥